Skip to content

O Alvo (Hard Target, 1993), John Woo

24/11/2009

por Heráclito Maia

Enfim ocorre o inevitável: John Woo é comprado pelos yankees. Os fãs mais puristas chiaram, mas a verdade é que ele fez alguns filmes legais na América. E O Alvo certamente é um deles.

Baseado na obra de 1932, Zaroff, o Caçador de Vidas (The Most Dangerous Game), de Irving Pichel & Ernest B. Schoedsack, a idéia trabalhada é a de caçada humana, em que ricos pagam fortunas para perseguir e atirar em seres humanos, auxiliados por um grupo de mercenários que organizam o jogo.

Claro que quando Van Damme entra na brincadeira a situação se inverte. Inteiramente filmado em Nova Orleans (numa determinada cena os vilões comentam que já haviam realizado uma caçada no Rio de Janeiro!), nosso herói utiliza seus conhecimentos do local para pregar armadilhas (como na boa cena da cobra, desenvolvida pelo pessoal da KNB, empresa do mago em efeitos Greg Nicotero), e atrair os mercenários para dentro de um velho galpão onde eram guardados carros alegóricos de carnaval, explorados por John Woo como algo bizarro e assustador.

Se em relação aos personagens não há muita riqueza de detalhes (o mais incomum é a dupla de vilões, interpretados por Lance Henriksen e Arnold Vosloo, possivelmente gays), visualmente O Alvo é John Woo puro. Dá-lhe câmera lenta, cenas de ação filmadas em múltiplos ângulos, malabarismos com motos que desafiam as leis da gravidade, os malditos pombos branco voando pra lá e pra cá, etc.

O Alvo é um filme muito simpático, e mesmo ficando abaixo numa comparação com os antecessores de Hong Kong, não deixa de ser uma estréia digna em solo americano e talvez o melhor filme de toda a carreira do Van Damme. Um detalhe curioso é a presença de Sam Raimi na produção executiva. O criador da trilogia Evil Dead já era um grande fã de John Woo muito antes do mesmo vir pros EUA.

16 Comentários leave one →
  1. perrone permalink*
    24/11/2009 11:16

    Do Van Damme, meus preferidos são Cyborg e Soldado Universal… mas este é, realmente, um dos melhores!

  2. 24/11/2009 14:48

    Se for pra citar os piores como melhores, eu escolheria O Grande Dragão Branco :-)

  3. 26/11/2009 23:45

    Esse filme sempre será pra mim um dos melhores de todos os tempos, heheh. Mesmo que falte o lirismo dos outros trabalho, sendo mais um filme de encomenda mesmo, o John Woo deu ao filme uma dignidade invejável.

  4. Just Daniel permalink
    27/11/2009 22:33

    Esse cartaz de o Alvo me trás uma nostalgia irresístivel. Lembro de como hoje quando o filme foi anunciado e eu vi o Van Damme de cabelão no filme mais mainstream q ele fez na vida. Eu, fanático na época, pirei! Ele finalmente tinha chegado no patamar dos colegas Sly e Arnie. Bons tempos!

    E acho os 3 primeiros filmes do Woo americanos geniais. Principalmente Outra Face, q depois de The Killer, Fervura Máxima e Alvo Duplo, é meu favorito do cantonês. Se ele tivesse seguido essal inah de qualidade nos STATES, ninguém iria dizer que o problema dele foi ter se mudado para a América, mas ele não conseguiu. Apesar disso, acho Windtalkers subestimado.

  5. Just Daniel permalink
    27/11/2009 22:41

    “Do Van Damme, meus preferidos são Cyborg e Soldado Universal… mas este é, realmente, um dos melhores!”

    Soldado Universal foi o primeiro filme mainstream q ele fez, né? E eu ADORO Cyborg! É um dos filmes mais “cinematográficos” q ele fez!

    1-Time Cop
    2-Soldado Universal
    3-Cyborg
    4-O Alvo
    5-Duplo Impacto
    6-Garantia de Morte
    7-Vencer ou Morrer
    8-Grande Dragão Branco
    9-Morte Súbita
    10-Risco Máximo

    Menção honrosa: Kickboxer, Retroceder Nunca, Render-se Jamais (Uma trashzeira épica!)

  6. 28/11/2009 4:12

    Esse Retroceder Nunca, Render-se Jamais era muito divertido, lembro que o fantasma de Bruce Lee era personagem (!) e todas as (poucas) aparições do Van Damme como vilão são memoráveis.

    Mas embora goste desse e de outros poucos filmes do Van Damme, O Alvo nunca me agradou não, ao contrário dos orientais mais famosos do Woo e dos seus dois filmes americanos seguintes.

  7. 28/11/2009 5:07

    Gostava muito de assistir (às reprises na tv) de “O Alvo”, mas naqueles tempos eu nem sabia que John Woo era o diretor. Assim como não sabia que Corey Yuen era o diretor de “Retroceder Nunca, Render-se Jamais”, mas o Van Damme era um dos meus ídolos de infância.

  8. perrone permalink*
    28/11/2009 16:30

    “1-Time Cop”

    Por essa eu não esperava!

    • Just Daniel permalink
      28/11/2009 18:04

      Mas não é a primeira vez q digo isso: Se Timecop fosse estrelado por um Russell Crowe da vida, seria considerado um clássico moderno do gênero!

      • perrone permalink*
        29/11/2009 0:23

        Eu não tinha visto antes. É que nem mesmo na época que assisti, eu achei tão bom assim… mas é legal de qualquer forma.

  9. 02/12/2009 19:15

    Bom filme para estreia gringa do John Woo, mas não entra no meu top dos filmes protagonizados pelo Van Damme.

  10. buchinsky permalink
    04/12/2009 15:43

    Meu favorito do Van Damme é “Golpe Fulminante”.

  11. Nando Nuque permalink
    12/02/2010 15:18

    Certamente é “o filme” da carreira do Van Damme, disparado. Woo conseguiu o milagre de fazê-lo quase atuar e o elevou à condição de astro-classe-A na época. Há umas 5 cenas do filme que há muito não se repetem nas produções atuais. E sempre acho interessante como ele se preocupou em também agradar o público feminino, em meio a tanta testosterona, promovendo um lento striptease do “dragão branco” ao longo do filme. Pena que ambos não voltaram a trabalhar juntos.

    Mas o filme de Woo nos “states” foi mesmo A OUTRA FACE. Até M:I 2 já não me empolgou tanto (a famosa cena da moto, vi uma igual num filme japonês, RETURNER – quem copiou quem?). O PAGAMENTO então!, é a mancha na filmografia de Woo.
    E apenas terminando com O ALVO: sua importância é que, graças a ele, muitos souberam de John Woo e (como eu) foram garimpar sua genial fase chinesa.

  12. 15/02/2010 5:41

    Agrada-me este filme, um dos melhores aos quais assisti. Quanto ao comentário sobre os personagens do Lance Henriksen e Arnold Vosloo serem possivelmente gays, isso passou despercebido para mim todas as vezes nas quais assisti ao filme… No entanto, não considero aquela relação como gay, apenas uma associação de sádicos assassinos que se divertem caçando seres humanos.

  13. Flávio permalink
    27/02/2011 22:27

    Este filme O ALVO parece mais uma comédia, sempre admirei Van Damme mas o que tem de erros de roteiro e exageros neste filme não cabe no gibi, é um filme com um grande início, parece ser um filme sério e depois vira uma palhaçada só, confiram o que estou falando, todos os bandidos cheios de metralhadoras não conseguem acertar um só tiro em Van Damme.

  14. Anónimo permalink
    28/02/2014 9:20

    incrivel.

    gost mesmo

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 31 outros seguidores

%d bloggers like this: