Fando y Lis (1968), Alejandro Jodorowsky

fandolis

por Ronald Perrone

O diretor chileno Alejandro Jodorowsky levou mais de dez anos para se aventurar no cinema novamente depois de ter realizado apenas o curta La Cravate em 1957. Durante esse hiato, se juntou aos surrealistas Fernando Arrabal e Roland Topor, fundando, em 1962, o Movimento Panique. Homenageando o deus Pan, suas atividades eram apresentações teatrais performáticas e vanguardistas ao vivo pelas ruas parisienses. Foi justamente a partir de uma peça de Arrabal que Jodorowsky resolveu fazer seu primeiro longa metragem: Fando y Lis.

Basicamente, a trama narra a jornada de Fando e sua amada, a paralítica Lis, em busca da mítica Tar, uma espécie de paraíso, a última cidade que sobrou na terra após uma guerra nuclear apocalíptica. Mas o argumento serve apenas como pretexto para que o diretor experimente e expresse seus delírios surrealistas, de forma contundente e visceral, diferente da leveza de La Cravate. Fando y Lis pode ser resumido como uma fábula estruturada a partir de sucessões de “gags” surrealistas, com um atmosfera de sonho, bem ao estilo de Buñuel e Dalí no final dos anos 20 e inicio dos 30, com O Cão Andaluz e A Idade do Ouro.

Para quem curte este tipo de experimentação, Fando y Lis pode ser um ótimo deslumbre; pra quem não vai muito com a cara do estilo, pode se tornar um programa enfadonho (a reação do público revoltado, um tanto exagerada, fez com que o carro de Jodorowsky fosse apedrejado quando saiu da primeira apresentação do filme, espero que ninguém atire alguma coisa em seus aparelhos de TV). O fato é que é impossível ficar indiferente diante de alguns momentos pictóricos impressionantes, algo que Jodorowsky viria a amadurecer muito ainda e teria grande força em seu filme seguinte, El Topo. Assim como La Cravate, Fando y Lis vale muito como curiosidade e preparação para suas verdadeiras obras primas: o já citado El Topo, The Holy Mountain e Santa Sangre.

3-cleef2

2 thoughts on “Fando y Lis (1968), Alejandro Jodorowsky

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s