O LADRÃO DO ARCO-ÍRIS (The Rainbow Thief, 1990)

6935076197_cdbf23fd25_b6788969522_3861876746_b

por Leandro Caraça

O LADRÃO DO ARCO-ÍRIS é o outro filme renegado pelo artista Jodorowsky e pela maioria de seus fãs. Mal terminou Santa Sangre, o sujeito aceitou o convite de Alexander Salkind para dirigir um roteiro escrito pela esposa do produtor, admiradora da obra do cineasta. O problema é que Jodorowsky estava proibido de mudar uma linha sequer do script, e qualquer violência visual que quisesse inserir na tela seria também vetada. Haviam até homens de Salkind diariamente no set de filmagens controlando os passos do diretor, que confessou ter feito o filme apenas pra sentir o gosto de ter tanto dinheiro para gastar, além de poder trabalhar com nomes como Christopher Lee, Omar Shariff e Peter O’ Toole – que desde o início não foi com a cara de Jodorowsky. E vice-versa.

Ainda que O LADRÃO DO ARCO-ÍRIS seja só um trabalho de encomenda e sem muitos excessos – o maior deles é ter Christopher Lee confraternizando com uma trupe de mulheres semi-nuas – é uma obra simpática e agradável de assistir, muito graças ao talento de Omar Shariff. Ele é o ladrão do título, que oferece abrigo e comida ao excêntrico O’Toole na esperança que o comatoso tio deste (Lee), bata as botas e lhe deixe a sua fortuna como herança. Novamente, artistas mambembes e de circo se fazem presentes num filme de Jodorowsky. Pode não ser o que se espera de alguém que fez EL TOPO, mas afinal, o mesmo cara de ERASERHEAD também não fez UMA HISTÓRIA REAL? Assista sem preconceitos.

3-cleef2

Anúncios

10 thoughts on “O LADRÃO DO ARCO-ÍRIS (The Rainbow Thief, 1990)

  1. Dácio Pinheiro

    realmente um filme exótico, a cena das mulheres semi nuas, muito engraçado, adoro o trio de atores.
    um filme menor do mestre, mas agradavel e divertido.

    Responder
  2. Alexandre

    Brilhante !

    Jodorowsky , cara El Topo está na minha lista de filmes favoritos.

    Mais um blog que vai pra minha lista de qualidade (rs)

    Abraços

    Responder
  3. kevinvem

    hahahah
    é que Santa Sangre é um dos que eu mais gosto dele, talvez até mais que The Holy Mountain, hahaha. Curiosidade sobre a opinião dos outros.

    Responder
    1. Davi OP

      Prefiro “Santa Sangre” ao “A Montanha Sagrada”, também. Para mim está entre o “El Topo” e esse minha preferência.

      Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s