O Vencedor (The Winner, 1996), Alex Cox

the winner_poster

por Leandro Caraça

Para poder completar The Death and the Compass, Alex Cox aceitou filmar o roteiro de Wendy Riss, baseado em sua própria peça A Darker Purpose. Se o dinheiro veio numa ótima hora, o resultado final de O Vencedor acabou sendo renegado pelo seu diretor, após o filme ser remontado pelos produtores. O que ficou não é de se jogar fora. Vincent D’Onofrio é o sujeito que viaja até Las Vegas pensando em cometer suicídio, mas acaba tirando a sorte grande na roleta e recebe uma grande bolada. Daí para a frente ele vai se envolver com diversos tipos, incluindo uma dupla de vigaristas (Rebecca de Mornay e Billy Bob Thorton) e até mesmo o seu irmão foragido interpretado por Michael Madsen. Trabalhando como um diretor por encomenda, Alex Cox não teve muito controle sobre as filmagens, ainda mais quando a atriz principal também era produtora executiva. A maior crítica de Cox é que a trilha original foi trocada por uma mais genérica, e que o filme perdeu sua energia na edição. A verdade é que se a energia vista nas outras obras do cineasta não se repete totalmente aqui, ainda assim O Vencedor se mostra no final das contas muito melhor do que um filme de Alan Smithee poderia sugerir. Alex Cox chegou a remontar o filme e exibí-lo no Japão, mas devido a impossibilidade de usar a trilha sonora pretendida, acabou não lançando nenhum diretor’s cut comercialmente.

3 cleef

Anúncios

3 thoughts on “O Vencedor (The Winner, 1996), Alex Cox

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s