A Farra do Demônio (To the Hell with the Devil, 1981), John Woo

farra_poster

por Bruno Martino

Se você, como eu, estava acostumado nos anos 90 com o John Woo mestre do tiroteio e filmes de ação, com certeza se surpreenderia com essa investida do diretor no gênero fantástico, assim como me surpreendi na época em que comprei o VHS num sebo lá no fim dos anos 90 (a fita inclusive trazia o nome gigantesco do diretor na capa pra chamar atenção). Esse “terror-cômico-sobrenatural” é sobre um fracassado que vive de bicos e trambiques e ainda é metido a ser compositor, interpretado pelo hilário e injustiçado Ricky Hui. Curiosamente seu nome é Bruce Lee – “Mas eu não luto kung fu”, diz sempre que se apresenta. Quando se apaixona pela bela Peggy (Jade Hsu ) compõe uma canção que acha que será um estouro, até o dia em que um astro pop new wave chamado Rocky (Pak –Cheung Chan) a rouba e começa a fazer um sucesso tremendo. Decepcionado com a vida, acaba se tornando alvo de uma disputa entre Céu e Inferno quando um padre recém falecido (Paul Chun) sobe aos céus e recebe a missão divina de salvar a alma de Bruce, ao mesmo tempo em que um mal caráter “meio-fantasma e meio-humano” chamado Flit (Fung Shui Fan) recebe a missão de trazer uma alma fresca para Satanás no Inferno.

farra_1

A Farra do Demônio é uma espécie de versão pastelão da comédia americana O Diabo é Meu Sócio de 1967 dirigida por Stanley Donen e estrelada por Dudley Moore e Peter Cook, que foi refilmada em 2000 por Harold Ramis. Essa versão chinesa também mostra as desventuras do protagonista ao fazer desejos e como eles acabam se tornando mais uma enrascada do que uma salvação. Como mérito, é cheio de cenas estilo Três Patetas e derivados, além de flertar com o humor “politicamente incorreto” ao fazer graça de doentes mentais e da religião católica em si – “Não quero nada com a Bíblia, ela já matou muita gente”, diz Bruce em certo momento.

O clímax do filme é um show à parte: a mansão de Flit se torna um campo de batalha entre as forças do Bem e do Mal que se dá através de uma partida de videogame live action! Enquanto o personagem do padre passa a soltar raios dos olhos, vários clones de Flit atravessam a sala no melhor estilo “Space Invaders” do Atari com direito a musiquinha de videogame e contador de energia na tela! Além da batalha final, o filme é cheio de efeitos especiais simples e eficientes que com o tempo acabaram se tornando até charmosos. É lendária a história de quando técnicos da Industrial Light & Magic ficaram impressionados como Woo fez os raios que saem dos olhos dos personagem. Nada mais do que néon e espelhos que foram refletidos na lente das câmeras.

to-hell-with-the-devil-ricky-et-paul-space-invader5_aefc709975bd6637cdd629aab72de58a

Mas o grande trunfo está na caracterização, sempre a mais caricata possível. O Paraíso é repleto de anjos que ficam cantando, com direito a asinhas e auréolas, e Deus é um grande rosto com bigodes brancos que ao espirrar diz: “Lá vai mais um tufão nas Filipinas”. Já o Inferno é obviamente repleto de fogo, com um Satanás (o eterno vilão Chung Fat) sendo uma espécie de Nosferatu com capa de Drácula que ainda solta raio dos olhos e fala com voz de mulher! E advinhem qual a trilha sonora do Inferno? Nada mais do que a música da banda italiana Goblin para o filme Despertar dos Mortos! Isso mesmo, inserida na cara de pau! Além de tudo isso, Woo ainda arruma tempo para fazer referências a … E o Vento Levou e O Exorcista.

to-hell-with-the-devil-paul-chun-devant-dieu_1b7739e3d6fc2b6ef43d3b4c3233e7a0

Interessante também são as histórias dos bastidores. O filme surgiu da vontade de Woo rescindir seu contrato com a Golden Harvest para assinar com a Cinema City, então se aproveitando da trama de O Diabo é Meu Sócio e de Fausto, Woo decidiu tirar sarro da sua própria situação: de um cineasta preso a um contrato de 3 anos com a Golden Harvest. Segundo Woo em entrevistas, a cena em que o personagem de Hui grita: “Eu quero meu contrato de volta! Quero acabar com ele!” foi uma indireta para os chefões da Golden Harvest na época, que sacaram a piada e não ficaram muito contentes.

É uma boa pedida até pra quem não é muito acostumado com a comédia chinesa, pois a maioria das piadas são físicas, e poucas realmente não fazem sentido para nós. Ainda que o ritmo do filme fique prejudicado lá pelo meio (Woo às vezes se demora nas realidades surgidas pelos desejos de Bruce, esticando a piada mais do que deveria), vale a conferida. E mesmo não sendo uma comédia sobrenatural tão engraçada quanto as que surgiriam depois, serve pra confirmar como John Woo era criativo e talentoso seja no uso dos efeitos especiais, quanto nos movimentos de câmera.

to-hell-with-the-devil-stanley-fung-devant-le-diable3-chung-fat_cc6194e57e1c63d3f6016ebe543c961c

O filme foi lançado em VHS pela Penta Vídeo e passou uma eternidade no limbo aqui e lá fora, sendo remasterizado recentemente pela distribuidora chinesa JoySales para sua coleção de DVDs Legendary Collection, dessa vez em Widescreen que deve dar uma diferença danada na hora da batalha estilo videogame.

Ricky Hui voltaria a enfrentar o sobrenatural em Haunted Cop Shop e Mr. Vampire e Fung Shui Fan faria uma série de comédias de ação durante os anos 80 com uma trupe de comediantes que chamo carinhosamente de “rat pack chinês” (Que incluía John Shum que aparece neste, e Eric Tsang, que nessas comédias fazia uma espécie de Zacarias asiático). Juntos fizeram os filmes da série Lucky Stars dirigidos por Sammo Hung. Todos divertidíssimos.

3 cleef

Obs: novo texto adicionado – Follow the Star (1978), por Leandro Caraça.

5 thoughts on “A Farra do Demônio (To the Hell with the Devil, 1981), John Woo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s