A Outra Face (Face/Off, 1997), John Woo

por Bruno Martino

Se o melhor filme de John Woo na China é Fervura Máxima, eu diria que o equivalente na sua fase americana é A Outra Face, pois sintetiza tudo que é o cinema de Woo, e onde o diretor pôde se soltar mais. Aqui um agente do FBI, Sean Archer (John Travolta), caça impiedosamente o terrorista Castor Troy (Nicolas Cage). Após uma emboscada onde coloca o meliante em coma, Archer descobre um plano de detonação de uma bomba e para saber a localização da mesma deve se infiltrar na prisão e tirar a informação do irmão de Troy. Só que o único jeito é fazer uma operação revolucionária onde trocaria de rosto com seu arquiinimigo. Na cadeia já com o rosto do terrorista descobre o paradeiro da bomba, só que Troy acorda do coma e transplanta o rosto de Archer para seu corpo. Dá-se então um jogo de gato e rato onde Troy assume a vida de Archer e este tem que caçar Troy e reaver sua identidade.

As cenas de ação podem não chegar no nivel das de Fervura Máxima ou Alvo Duplo 2 por exemplo, mas pra mim A Outra Face é o melhor filme americano de Woo (confesso que o único que não vi ainda foi Códigos de Guerra por puro desleixo). Com ótimas seqüências, como a do tiroteio na mansão ao som de Over The Rainbow da trilha de O Mágico de Oz (aqui num cover da Olívia Newton John!!), a cena em que os dois personagens miram para os espelhos e encaram seus reflexos (e no caso a imagem de seus inimigos) e a seqüência final passada numa lancha, A Outra Face não faz feio.

O desdobrar das situações geradas pelas trocas de identidades também é interessante, como Troy/Archer ensinando a “filha” a enfiar a faca em malandros e Archer/Troy se drogando no esconderijo dos bandidos. De resto, tudo do cinema de Woo está lá: tiroteios emocionantes, personagens abalados com uma tragédia do passado, heróis com uma arma em cada mão e vilões de sobretudo preto. Tem até uma cena numa igreja com direito a mexican standoff (quando vários personagens apontam armas uns pros outros) e pombos voando. De bônus ainda tem vários coadjuvantes legais: Nick Cassavetes, CCH Pounder, Gina Gershon ,Thomas Jane, Colm Feore e muito mais. Apesar do tema troca de rostos trazer um ar fantástico que em alguns momentos parece não se encaixar na realidade do filme, em nada compromete o resultado final.

7 thoughts on “A Outra Face (Face/Off, 1997), John Woo

  1. O melhor filme dele nos U$A. Tive o prazer de ver na telona… As cenas de ação são de tirar o fôlego e a trama é puro gibi… Eu daria 5 Van Cleef!

  2. O grande barato desse filme foi ter sido um dos melhores filmes de todos os tempos a usarem duas estrelas grandes mundiais do cinema. Se tivesse sido feito com Yun-Fat e Danny Lee teria sido legal pra galera asiática só e tal. Mas pelo fato de ter sido Travolta e Cage as pessoa conseguiram pegar mais a força da história da troca de identidade, se identificarem mais com o enredo.

    Melhor q isso só se fosse feito com os dois atores cujo o roteiro original foi escrito para: Sly e Arnie!

    • Danny Lee? Que viajada… Assista primeiro aos filmes de John Woo em HK primeiro antes de tirar essas conclusões. A propósito: “A outra face” é um filme bom.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s