O MATADOR (The Killer, 1989), John Woo

por Ronald Perrone

Sei que estamos retornando agora com o blog, fazendo um especial SAM PECKINPAH, mas ainda dá tempo para algumas pequenas anotações sobre filmes de diretores que ficaram faltando. O Matador, de John Woo, foi um deles e não dá pra ignorar uma obra prima como esta. Apesar de Woo ter começado a solidificar a sua reputação como diretor de ação em filmes como Alvo Duplo (1986), foi o sucesso internacional de O Matador, lançado três anos depois, que consolidou de uma vez por todas o nome do diretor no mercado internacional como um autêntico mestre do gênero.

O filme é um drama pra lá de meloso recheado com bastante sequências de ação exageradas. É sobre um assassino profissional sentimental, interpretado por Chow Yun Fat, que tenta juntar dinheiro, realizando uma série de assassinatos, com a intenção de pagar o transplante de córnea de uma cantora que ele cegou acidentalmente durante um de seus trabalhos. Qualquer semelhança com o clássico Luzes da Cidade não dever ser coincidência, já que Woo é fã confesso de Chaplin. Além do assassino, a trama divide seu tempo com um policial, vivido por Danny Lee, cuja missão é justamene capturar o matador do título, embora o sujeito passe a ter um profundo respeito por seu oponente.

As muitas cenas de ação alucinantes seguem à risca o estilo que Woo ajudou a criar, o Heroic Bloodshed, onde os personagens empunhavam uma pistola em cada mão e não economizam balas para enfrentar seus inimigos, mesmo que para isso tivessem de realizar as mais diversas acrobacias, como saltos, cambalhotas ou derrapar deitado de costas ao chão, sempre atirando, sem recarregar, uma quantidade de munição que seria o suficiente para um soldado americano enviado ao dia D na segunda guerra mundial. O tiroteio final é um dos mais representativos da carreira de Woo, com a ação se passando dentro de uma igreja e vários elementos característicos de seu cinema – balas, corpos e pombos – voando freneticamente pelos enquadramentos.

4 thoughts on “O MATADOR (The Killer, 1989), John Woo

  1. Sinto falta desse John Woo (que depois se bandeou pros lados de Hollywood e acabou meio que quebrando a cara com produções de gosto duvidoso). Atualmente tenho procurado pra baixar Alvo Duplo, mas sem sucesso!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s