INSTINTO FATAL (Monkey Shines, 1988), George A. Romero

por Ronald Perrone

Distanciando um pouco dos zumbis repugnantes que comem carne humana, logo após realizar seu terceiro filme da série dos Mortos Vivos, George Romero resolveu utilizar em Instinto Fatal uma dócil macaquinha como “vilã”, que de ameaçador mesmo não tem, aparentemente, nada. O filme se sustenta numa base cuja premissa realmente não é nada fácil de engolir. Fácil é entender porque se trata de um dos filmes menos lembrados do diretor, mas o fato é que o resultado não deixa de ser um sólido horror e quem comprar os absurdos do filme, vai encontrar uma obra regida por um mestre que sabe exatamente o que faz.

O protagonista é Allan Mann (Jason Beghe), um estudante de direito que foi atropelado por um caminhão, acabou paralisado do pescoço pra baixo, confinado numa cadeira de rodas, abandonado pela bela namorada e vigiado por uma enfermeira insuportável. E você aí reclamando da vida…

A alegria de Allan chega na forma de Ella, uma macaquinha treinada para ajudar pessoas tetraplégicas. O que ele não sabe é que sua nova amiga peluda é cobaia de uma experiência secreta que visa elevar a inteligência dos animais. E até que funciona bem. Bem até demais, chegando a criar uma ligação telepática entre o dono com o pobre animal, que acaba se tornando uma peça alegórica que representa o mal em sua forma mais pura e instintiva. Não demora muito para que a fúria de Allan em determinadas situações seja canalizada para Ella e se transforme em misteriosos assassinatos cometidos… por quem? Pela inofensiva macaquinha? Será mesmo?

Quem precisa de grandes efeitos especiais de maquiagem (embora o responsável por aqui seja o Tom Savini) ou litros de sangue espalhados pelos cenários quando em Instinto Fatal tudo é sugerido com a precisão angustiante de uma boa atmosfera? Temos um sinistro clima de suspense, uma macaca realmente muito bem treinada – que, no fim das contas, consegue causar um certo arrepio no espectador – e, não menos importante, a primeira cena de sexo entre uma mulher e um tetraplégico que já vi na vida! Romero surpreendendo até em seus filmes menores… Chegou a ser lançado em VHS no Brasil com o título Comando Assassino.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s