NOITE DO SILÊNCIO (Silent Night, Deadly Night III: Better Watch Out!, 1989), Monte Hellman

por Ronald Perrone

Na época que assisti ao slasher natalino Natal Sangrento da primeira vez, me interessei em ver a série inteira logo de cara. Conferi quem eram os diretores das sequências e me veio a surpresa: nunca imaginei encontrar o nome de Monte Hellman relacionado a um deles. Sim, estou falando do homenageado d’O Dia da Fúria, um dos grandes mestres do cinema independente americano, que nos brindou com obras do calibre de Two-Lane Blacktop, Galo de Briga e westerns existencialistas, e que surge aqui na direção desta continuação de um slasher qualquer dos anos 80. A única explicação que eu vejo pra isso é o desespero de um artista tentando ganhar um trocado para pagar as contas no fim do mês…

Até porque o fato de ser o Hellman na realização acabou por não significar muita coisa. Silent Night, Deadly Night III não possui qualquer ligação com o cinema do homem, apesar da tentativa. Geralmente, seus filmes são lentos, reflexivos, mas tentar fazer a mesma coisa por aqui só resultou mesmo num terror fraquinho, sem inspiração. Não chega a ser um desastre total, mas é ruim até diante do segundo filme da série, que apesar de infame, diverte facilmente.

vlcsnap-705985

Confesso que esperava mais. Gosto de acreditar que alguém como Hellman poderia entrar no meio de uma série de slasher meia boca e fazer uma pequena obra-prima, botar os demônios pra fora e foder de uma vez a mente do espectador! Digamos que o Ingmar Bergman, por algum motivo, logo após Fanny & Alexander, tivesse decidido fazer um dos episódios de Sexta-Feira 13, ou o Martin Scorsese optasse, no início dos anos 90, tomar o lugar do Albert Pyun em Kickboxer IV… Eu ia achar o máximo! E foi mais ou menos com esse pensamento que eu encarei SNDL III.

A história começa num hospital, onde um médico faz experiências com uma garota cega, que é uma espécie de paranirmal, colocando-a para dormir cheia de fios ligados à cabeça, tentando fazê-la ter algum contanto, através de sonhos, com o assassino do segundo filme, que está em coma no quarto ao lado e desta vez é interpretado pelo Bill Moseley… o mesmo assassino que, pelo que consta nos autos, teve a cabeça decepada!

A ideia que tiveram para trazê-lo de volta, e com vida, é absurda, mas é até interessante e engraçada até certo ponto. O cara teve o cérebro reconstruído e agora tem uma cúpula de vidro no alto da cabeça que deixa seu cérebro à mostra, algo típico de um quadrinho ou desenho animado das Tartarugas Ninjas! Nem tudo é de se jogar fora por aqui…

vlcsnap-706124

A cega e seu irmão, junto com a namorada, vão para a casa da avó passar o natal, numa propriedade afastada da cidade. Só que o assassino acordou do coma e voltou a fazer suas vítimas desenfreadamente. Uma conexão psíquica com a cega, sequelas das experiências, faz com que o sujeito vá atrás da moça, deixando um rastro de corpos pelo caminho até a casa isolada que os protagonistas se encontram.

O problema é que quase todas as mortes de SNDN III são off screen, os diálogos são horrorosos e a estrutura do filme beira o amadorismo, assim como a noção de tempo, especialmente no último ato. Até sei apreciar alguns exemplares ruins assim, especialmente quando dirigidos por certos diretores notórios pela falta de talento, como um Uwe Boll ou Albert Pyun. Só não esperava algo do tipo realizado por um verdadeiro mestre.

Dos poucos momentos que realmente prestam é a Laura Harring, em início de carreira, deliciosa e bem à vontade dentro de uma banheira. Robert Culp, que vive o tenente encarregado no caso, também não decepciona. A protagonista é interpretada pela bela Samantha Scully, que lembra um pouco a Jennifer Connelly. Acho que os realizadores tinham uma tara por essas morenas de sobrancelhas grossas, vide Dario Argento em Phenomena

vlcsnap-706457

No fim das contas, é uma tentativa torta do Monte Hellman no universo slasher, que recomendaria ao menos uma espiada… É possível que num bom dia alguém desfrute mais do que eu dessa chatice. Na época, o filme foi lançado direto no mercado de vídeo. No Brasil recebeu o título de Noite do Silêncio.

Anúncios

One thought on “NOITE DO SILÊNCIO (Silent Night, Deadly Night III: Better Watch Out!, 1989), Monte Hellman

  1. comprei este filme recentemente ,ainda não assisti mas nem ligo se ele fraco ou não pois ja assisti slasher que me derão ate sono,valeu pelo post .A NOITE DO SILECIO saiu pela extinta JOVEM PAN VIDEO, nos anos 90,abraço de SPEKTRO 72

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s